Recolocação profissional – Saiba como dar a volt por cima e se lançar no mercado

Os noticiários falam todos os dias (e não é mais nenhuma novidade pra ninguém) que a crise tem afetado todos os setores da economia. E este cenário, considerado nada favorável, tem, consequentemente, elevado a taxa de desemprego em todo o país.

Quem não conhece algum desempregado ou tem alguém na família ou conhecidos nesta situação? Ah, você é uma das vítimas do desemprego, está disponível no mercado? Pois bem!

Com certeza, já deve ter se perguntado: o que fazer para reverter isso, sair desta condição, atrair a atenção do contratante, mostrar meu potencial e conquistar a tão desejada recolocação profissional?

Reunimos aqui, orientações e dicas para ajudar você nesse processo. Mudando de perspectiva e adotando ações estratégicas, você, com certeza, vai encontrar seu lugar no mercado e alavancar sua carreira. Vamos começar?

Quais os desafios da recolocação profissional?

Antes de passarmos para dicas práticas em relação ao que você pode fazer para conquistar sua recolocação profissional, é importante entender quais são os desafios do processo. Reconhecendo o terreno em que está pisando, você vai caminhar com mais segurança.

Medo e falta de motivação

O primeiro desafio é tão básico que pode até mesmo ser difícil admiti-lo, mas o medo e a falta de motivação podem fazer com que você perca fôlego na busca por uma nova vaga no mercado de trabalho.

De tão práticos que somos no cotidiano, nos esquecemos destes sentimentos, tão humanos. E, tudo bem, é normal sentir medo ou não encontrar ânimo para se recolocar, estando você em uma empresa e querendo mudar ou mesmo após uma demissão, que pode minar sua autoestima profissional.

A questão é: o que você vai fazer com essas sensações? Deixar que elas sejam obstáculos para seus objetivos ou assumi-las como impulso para batalhar por sua recolocação profissional?

Carência de direcionamento

Além do medo e da desmotivação de mudar de emprego ou atuação, muitas pessoas também esbarram na falta de direcionamento para a recolocação.

Você sabe que precisa alterar seus rumos profissionais, seja por insatisfação com seu emprego atual ou por ter sido desligado de uma empresa. Mas para onde mirar e posicionar seus esforços?

Recolocação profissional exige autoconhecimento. É preciso estabelecer quais são seus desejos e objetivos na carreira, listar suas qualidades e possibilidades, fazer uma pesquisa aprofundada de mercado.

A vaga que pode ser a grande oportunidade de virada na sua vida não aparece como em um passe de mágica: sua conquista é pensada e planejada estrategicamente.

Desatualização formal

Esse é outro desafio de ordem prática. Muitas vezes, o que impede você de se recolocar no mercado de trabalho, assumindo novas possibilidades profissionais promissoras, é a falta de preparo formal ou desatualização.

Não adianta traçar seus objetivos e planejar seu caminho para se recolocar sem fazer investimentos importantes, como aprimorar seu conhecimento para ter condições de acessar novas oportunidades.

Nesse sentido, fazer uma pós-graduação pode ser a melhor opção para garantir que você dispute vagas com mais segurança, já que formação é indispensável. Mas voltamos a falar disso em breve.

Ausência de uma rede de contatos

Se você esteve em uma empresa por vários anos e se acomodou, é bem provável que tenha esquecido de criar e fortalecer sua rede de contatos fora da companhia.

Isso é, de fato, um problema. Afinal, é o famoso networking que pode abrir portas e ser decisivo para sua recolocação profissional. Quanto mais pessoas conhecem seu comprometimento e qualidade do seu trabalho, mais chances de conquistar novas oportunidades você tem.

Caso você se reconheça nesse desafio, não se desespere: ainda é possível reverter a situação.

Apego à zona de conforto

Muita gente se apega ao passado da sua carreira, pensando em como determinado momento profissional já vivido era muito melhor do que aquilo que você pode esperar para o futuro próximo.

Assim, vários profissionais que poderiam dar a volta por cima depois de um desligamento da empresa, por exemplo, se perdem. O apego à sua zona de conforto é a pior maneira de lidar com a recolocação profissional.

É claro que saber o que funciona e o que não funciona para você é importante para definir seu horizonte de possibilidades. Mas se você não se permitir novas experiências e não ousar, pode deixar de apostar naquilo que seria a grande reviravolta da sua carreira.

O que fazer para garantir minha recolocação profissional?

Acreditamos que você se identificou com ao menos um dos desafios da recolocação profissional que listamos até aqui, muito provavelmente com mais de um.

O caminho de se reposicionar no mercado não é fácil, ninguém disse que seria. Mas adotando as estratégias certas, o processo pode ser bem mais efetivo e seus objetivos podem ser conquistados antes do que você imagina. Vamos a algumas dicas práticas?

Não se desespere, planeje!

De acordo com especialistas do setor, o primeiro passo para a busca de um emprego é a calma, pois, mesmo com um cenário desfavorável, vivemos em um grande país, com um amplo mercado de trabalho, no qual as empresas sempre estão à procura de profissionais.

Portanto, se desesperar não é a solução. Ao contrário, tudo pode ser conquistado com planejamento.

Faça uma lista de todas as suas habilidades de destaque e em quais profissões ou áreas elas poderiam ser úteis. Muitas vezes sua recolocação profissional se dá mudando de setor. Por exemplo: você é analista de finanças e sempre atuou no mercado automobilístico, mas no momento a mesma atividade no ramo alimentício tem mais vagas.

Não se esqueça de listar, também, quais são seus pontos a melhorar (conhecimento insatisfatório de línguas, ausência de domínio de softwares específicos do seu mercado) e trabalhe para melhorá-los.

Somente fazendo um balanço sincero será possível definir um planejamento para sua recolocação profissional.

Invista na sua rede de relacionamento

Como já dissemos, networking é decisivo para sua recolocação. Uma rede sólida de contatos que conheça seu trabalho e sua competência gera indicações, possibilidades de parcerias ou até mesmo contratações efetivas.

E uma boa maneira de retomar antigos contatos e construir novas pontes de relacionamento é investir nas mídias sociais online. Isso mesmo! As redes sociais se transformaram, inclusive, em grandes aliadas das áreas de RH na busca por candidatos, inclusive para cargos estratégicos e de gestão.

Muitas companhias utilizam o Twitter, LinkedIn (a rede mais popular do mundo corporativo) e Facebook quando o assunto é seleção de candidatos.

Ou seja: apresentar-se de maneira adequada no ambiente digital fortalece sua rede de contatos que pode gerar boas oportunidades profissionais e faz com que as empresas que estão buscando novos talentos vejam você.

Atualize seu currículo

É bem provável que seu currículo esteja desatualizado, especialmente se você permaneceu em um emprego por vários anos. Quando não estamos de fato precisando de uma nova vaga, a tendência é se acomodar e não se preocupar em atualizar as informações.

Mas a situação, agora, é diferente. Por isso, revisite seu currículo e atualize todas as informações, se preocupando em deixá-lo claro e atraente para possíveis recrutadores.

Lembre-se de pesquisar quais são os modelos de currículo que a sua área profissional mais está valorizando no momento. A depender da fase profissional ou do ramo/cargo, é mais interessante dar destaque para as suas experiências pregressas, por exemplo, de uma maneira não enfadonha.

Reveja sua trajetória profissional

Revisite sua trajetória profissional para definir novos rumos, inclusive não tendo receio de procurar empresas nas quais você já trabalhou no passado em busca da sua recolocação.

Pensando nisso, mantenha um bom relacionamento com seu antigo gestor. Até mesmo em caso de cartas de recomendação, ele é a pessoa mais indicada para lhe ajudar.

Também, tenha por hábito sair de uma empresa deixando as portas sempre abertas, ou seja: não se indisponha desnecessariamente e seja alguém que uma companhia deseja ter de volta.

Pesquise as profissões em alta

Você já percebeu que há sempre uma lista de profissões em alta, ou profissões consideradas “do futuro”, mesmo em épocas de crise? São atividades estratégicas, vislumbradas por especialistas como vitais para as empresas. Por esse motivo, garantem maior empregabilidade.

Pesquise quais são as profissões em alta no momento e quais delas você poderia se encaixar, claro, respeitando quem você é e seus objetivos e limites profissionais.

Muito provavelmente há mais de uma atividade compatível com sua área de formação nesse levantamento. A partir disso, é só você tomar a decisão de investir ou não nela, adquirindo o conhecimento formal que falta para isso.

Desapegue um pouco daquilo que você já fez ou já foi profissionalmente para enxergar oportunidades de ouro.

Invista em formação e atualização

Você definiu quais são seus objetivos e em quais atividades e vagas você quer atuar, mas não possui formação adequada? Calma! Isso não significa que sua meta deve cair por terra.

Ao contrário: diante desse cenário, você deve investir pesado na sua formação e a pós-graduação é a alternativa perfeita.

Primeiro, porque em pouco tempo você adquire conhecimento suficiente para atuar no mercado (há cursos de um ano a um ano e meio, por exemplo, contra quatro a cinco anos dos cursos de graduação).

Segundo, porque não é necessário que você abandone seus conhecimentos da área de formação inicial. A pós-graduação tanto pode servir para aprofundar em uma área já escolhida desde a graduação quanto para complementar sua formação e possibilitar uma nova curva na carreira.

Pesquisou e sentiu necessidade de focar em cursos mais voltados para gestão, já que é isso que o mercado está pedindo? Vá em frente. Você precisa é de um conhecimento mais técnico para atuar na nova atividade eleita? Invista nele!

A formação, especialmente quando falamos de voltar ao mercado, deve ser encarada como uma estratégia e não como um gasto. É plantar com inteligência para colher depois.

E então, conseguimos ajudar você a entender como se preparar melhor para sua recolocação profissional? Esperamos que sim e desejamos boa sorte! Temos certeza de que, em breve, você vai se lançar com segurança no mercado e alavancar sua carreira.

Quer ter acesso a mais conteúdos como esse? Assine a nossa newsletter!

Fonte: Blog EAD Laureate – Onde For

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *